O processo de ensino e aprendizagem requer a participação dos alunos tanto na avaliação quanto na documentação. A forma como documentamos e avaliamos o aprendizado é importante e afeta o que é ensinado e como é ensinado. As avaliações formativas são usadas para melhorar a aprendizagem. As avaliações somativas informam o que os alunos aprenderam no final de um período de avaliação. Documentar e tornar visível o pensamento ganhou popularidade como uma ferramenta para estender e aprofundar a aprendizagem. Coletar e avaliar amostras do que os alunos aprendem permite que o educador preencha a lacuna entre avaliações formativas e somativas e se preste a um ensino ao mesmo tempo mais deliberado e mais reflexivo.

As avaliações devem focar na aplicação do conhecimento e não apenas na aquisição de competências essenciais. Resolução de problemas, pensamento crítico e comunicação devem fazer parte do processo de avaliação.