As instalações educacionais precisam ser desenvolvidas levando em consideração itens como o uso primário, a faixa etária e objetivo da aprendizagem. A imagem tradicional de uma sala de aula padrão na qual o professor fica em pé na frente com um grupo de alunos sentados olhando para ele é obsoleta. Os espaços de aprendizagem devem ser flexíveis e projetados para usos múltiplos. A expansão das tecnologias de informação, modelos de aprendizagem colaborativas, experiências de prototipagem e atividades baseadas em projetos criam a necessidade de repensar os espaços educacionais tradicionais e as relações espaciais.

Podemos organizar uma equipe de profissionais especializados em design escolar para planejar e construir instalações baseadas em normas internacionais de segurança, requisitos de espaço e considerações ambientais. Projetos podem incluir, mas não estão limitados a, Learning Commons, Laboratórios  de Design Thinking, Makers Spaces, Eco-Espaços, Laboratórios de Aprendizagem e Cozinhas Experimentais.